Curso de Cake Design do Senai – Como é, Inscrição, Preço

Publicidade

Não é de hoje que a confeitaria gera milhares de empregos em todo o Brasil. Como esse mercado é muito abrangente, praticamente todo mundo pode ter o seu espaço para trabalhar e ganhar dinheiro. Por conta disso, o curso de Cake Design do Senai se destaca como uma oportunidade para você se qualificar, aumentando as chances de se sobressair no mercado de trabalho.

O curso de Cake Design desenvolvido pelo Senai visando a qualificação do aluno para atuar no setor em pouco tempo, podendo trabalhar em confeitarias, padarias e como autônomo, sendo o seu próprio patrão.

Publicidade

Como muitos brasileiros veem a confeitaria como uma oportunidade de ganhar dinheiro, a busca na internet por dados sobre “Curso de Cake Design do Senai” vem aumentando. Para sanar essa dúvida dos nossos leitores, elaboramos este artigo com todas as informações que você precisa saber antes de fazer a sua inscrição.

Como é o curso de Cake Design no Senai?

O curso de Cake Design oferecido pelo Senai se destaca pela qualidade do conteúdo da formação. O aluno aprenderá como preparar e fazer a estrutura do bolo utilizando todos os tipos de cobertura, como: glacê, chantili, pasta americana, e muito mais.

Curso de Cake Design do Senai

Veja abaixo alguns dos ensinamentos que o curso oferece para os seus alunos:

Publicidade
  • Realizar análise de fichas técnicas;
  • Organizar e manusear equipamentos e utensílios;
  • Técnicas de acabamento de Cake design;
  • Como fazer a apresentação, conservação e transporte dos bolos;
  • Aprenderá a fazer o marketing através das redes sociais para aumentar o número de clientes;
  • E muito mais.

Como não se trata de um curso técnico, a sua duração é bem menor, com apenas 48 horas de conteúdo. Mesmo sendo um curso com uma menor carga horária, os alunos que fazem a formação costumam fazer elogios aos resultados conquistados no mercado de trabalho.

O curso foi feito para tornar os alunos profissionais qualificados que cumpram as exigências do mercado brasileiro. A realização do curso também aumenta as chances de conseguir trabalho com um salário mais elevado. Hoje, o profissional qualificado de Cake Design ganha algo em torno de R$ 2000 e R$ 6000 por mês.

Quem pode se inscrever

Não existem muitas exigências para quem deseja fazer o curso de Cake Design do Senai. Segundo informações da instituição, você já deve ter concluído o ensino fundamental e ter mais de 16 anos para realizar o curso.

Todavia, é indicado que você entre em contato com a unidade mais próxima a sua casa para tirar todas as dúvidas em relação ao processo de inscrição.

Preço do curso de Cake Design no Senai

O curso de Cake Design pode ser encontrado em diversas unidades do Senai pelo país. No estado de São Paulo, por exemplo, é possível encontrar o curso oferecido gratuitamente.

Veja também:

Publicidade

Caso você prefira pagar, o curso é oferecido parceladamente, com um custo aproximado de R$ 600 à vista. O valor pode ser pago no boleto ou parcelado em várias vezes no cartão de crédito.

Como se inscrever no curso de Cake Design do Senai?

Entre no site Mundo Senai para descobrir a unidade do Senai mais próximo da sua residência. Após isso, escolha a sua turma e realize a sua matrícula utilizando os seguintes documentos para realizar a inscrição.

  • RG;
  • CPF.
  • E o comprovante de residência.

Nos últimos anos, o sucesso de aplicativos de delivery e redes sociais aumentaram a demanda por bolos. Segundo dados da pesquisa ‘Consumo Equilibrado’, o mercado de doces já superou a marca de R$ 12 bilhões movimentados em todo o país, gerando milhares de empregos e movimentando a economia.

A realização do curso de Cake Design do Senai tem muitos pontos positivos para o profissional. Um desses pontos é a possibilidade de trabalhar como autônomo, vendendo os seus produtos através das redes sociais e aplicativos de delivery.

Formado em jornalismo, Fábio é um redator experiente que já escreveu para diferentes sites e portais. Contribui no Cursos para Iniciantes com dicas e notícias regulares.

Comente